segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Produção exponencial de mel – Lei de Farrar



Ainda hoje em dia há quem defenda que se deve utilizar grade excluidora na produção de mel. No entanto, a não ser em casos muito específicos, o uso da grelha é totalmente dispensável e desejável. Estarmos a restringir a área de postura da rainha é estarmos a desperdiçar um maior potencial de colheita de mel ou até de outros produtos da colmeia como o pólen ou própolis.

Para quem não está familiarizado com a forma como uma colónia de abelhas trabalha proponho que dê uma vista de olhos numa lei matemática descoberta na primeira metade do século passado – a lei de Ferrar

O que é a lei de Farrar


Farrar é o sobrenome do entomologista e apicultor Clarence Farrar que estudou o comportamento das abelhas no intuito de tentar perceber de que forma o número total de abelhas influenciava a produção de mel entre outras coisas. As suas descobertas são hoje um conhecimento básico de muitos apicultores. Costuma-se dizer que uma colmeia forte produz mais do que 3 ou 4 colmeias fracas. Quando dizemos isso, estamos fazendo alusão a lei de Farrar pois foi ele nas suas conclusões que demonstrou que uma colmeia de 60 mil abelhas produz  1,54 vezes mais do que quatro de 15 mil abelhas.
 Farrar também verificou que uma colmeia com uma população de 2000 abelhas, 20% delas são campeiras. Quando a população é de 5000 abelhas a percentagem de campeiras já é 25%. Se o número total de abelhas for 60.000 a percentagem de campeiras já será de 65% o que se traduzirá num maior rácio de produção de mel por abelha.
Número total de abelhas versus número de campeiras.

Assim, o aumento de abelhas na colónia aumenta a produção de forma exponencional e não linear como se poderia pensar.
Mais do isso a descoberta de Farrar também encontrou um paralelo entre o peso total de abelhas e o rendimento destas em mel, ou seja, Farrar descobriu que 1 kg de abelhas (cerca de 10000 abelhas) tem capacidade de produzir 1 kg de mel num ano. Mas se forem 2 kg de abelhas essa produção já será de 4 kg de mel/ano. A formula é simples, basta usar sempre o peso das abelhas ao quadrado (elevado a 2). Portanto, 6 kg de abelhas (aproximadamente 60 mil abelhas) a capacidade de produção de mel será de 36 kg (62 ou 6x6= 36)

Tabela representativa da lei de Farrar


 

Que ilações podemos tirar 

 

Conhecer esta regra deve fazer o apicultor reconhecer que quanto mais prolifera for uma rainha, mais capacidade terá essa colónia de produzir mel. Dai que restringir a postura de uma rainha com uma grelha excluidora é não utilizar todo o potencial de uma colónia. Este método arcaico não se justifica. Em minha opinião somente em casos muito específicos como criação de rainhas entre outras coisas é que o uso de tela é justificável. Sempre que uma rainha suba às alças para fazer postura, nada melhor que acrescentar mais alças ou simplesmente reverter a alça com o ninho no caso deste ter espaço para postura (não esteja bloqueado ou cheio de criação)

 Boa api


1 comentário: